Escolha uma Página

Continuando com a série sobre ácido, hoje vou falar pra vocês sobre a segunda parte, os cuidados que são essenciais durante o uso. Como eu já havia dito antes, a pele fica extremamente sensível e dolorida. A foto abaixo mostram em sequência como minha pele ficou desde que iniciei o uso.

1° foto: 1 semana de uso | 2° foto: 2 semanas de uso

Como vocês puderam ver, a pele fica extremamente irritada. Na segunda foto dá pra ver que já iniciou o processo de descamação. A pele fica realmente muito seca e sensível. Há um incômodo no rosto, uma sensação de ardência e queimação em pontos localizados (partes mais vermelhas) que podem piorar ao longo do dia. Na hora em que você aplica, não acontece nada. No dia seguinte, alguns locais começam a queimar e conforme as horas vão passando, parece que vai ficando mais vermelho (aqui tem uma foto tirada no mesmo dia que a 2° acima, horas depois) .

Isso mostra inclusive que o produto continua agindo na sua pele ao longo do dia. Portanto, é essencial que você tenha uma rotina de cuidados  para que principalmente não fique manchada.

Como a pele está mais fina, está mais vulnerável aos raios ultra violeta, então é imprescindível o uso do filtro solar todos os dias. Agora, mais do que nunca você precisa passá-lo de manhã, independente se há sol ou não (lâmpadas também são perigosas) e retocá-lo na hora do almoço. Caso contrário, a pele pode ficar manchada e causar problemas mais sérios.

Converse com sua dermatologista sobre os produtos que você tem costume de usar. Aqueles que contém álcool ou que normalmente ardem na hora da aplicação você pode esquecer. No meu caso, a maquiagem não arde, mas o demaquilante sim – e muito! Em algumas pessoas a depilação com cera também não são indicadas – lembra que a pele está mais fina? Outro produto que deve ser banido da sua vida nessa fase é o creme depilatório – não interessa se é pra pele sensível ou específico para a área do rosto. Eu utilizei por 15 segundos (é serio, apliquei de um lado e quando comecei a passar do outro já não aguentava de dor e retirei) e tive queimadura.

Foi uma burrice. Usei pomada para queimadura e fiquei 1 semana sem usar o ácido.  Por intercalá-lo  com um gel restaurador além de filtro todo dia, não fiquei com marca – mas tive muito medo! Foi uma dor horrível. Na dúvida, consulte seu dermatologista.

A pele também precisa estar limpa e seca. Após higienizar, espere até que a pele esteja realmente seca – quando ela ainda está úmida, absorve mais produto do que normalmente, podendo causar irritações maiores.

Isso é uma das coisas que está escrito na bula, mas vale ressaltar: cuidado com a  quantidade. Aplicar camadas grossas não agilizam o processo e podem causar alergias e irritações graves. Aplique pouco produto e bem espalhado.

Como você vai usar, depende da orientação do médico. Há pessoas que alternam o uso com um intervalo mais espaçado na primeira semana para a pele ir se acostumando. Independente da frequência, é importante tomar esses cuidados pra não ter resultados indesejados…

Apesar de parecer loucura, os resultados são muito bons e é o que a gente vai falar na última parte da série. Alguém compartilha mais algum cuidado?  Lá na página do blog a gente sempre debate algumas questões, é só curtir e ficar por dentro!